Rua Felicíssimo Alves, 225, Atafona, S.J.da Barra

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Clean

  Erosões Visuais

Concebido pelos coordenadores da CasaDuna em parceria com o curador cubano Andrés Hernández, Erosões Visuais é uma proposta de residência artística que propõe uma reflexão acerca dos impactos socioambientais decorrentes da erosão costeira em Atafona.

Em sua primeira edição em 2018, foram convidados 9 artistas de diferentes regiões do Brasil. Durante uma semana os artistas ficaram hospedados na CasaDuna e realizaram experimentações em interação com a paisagem da praia de Atafona. Participou também do projeto o Grupo Erosão, coletivo de teatro e performance que tem sede na CasaDuna.

O projeto incluiu também a realização de duas exposições ocorreram respectivamente na Casa de Cultura Villa Maria em Campos dos Goytacazes e na Casa de Cultura João Oscar em São João da Barra, município onde está localizada a praia de Atafona.

Na Villa Maria optou-se por trabalhar com obras do repertório de cada artista que pudessem iluminar diferentes questões referentes ao conceito de Erosão. Ali foram exibidas obras em diferentes mídias, fotografias, fotomontagens, vídeos, pintura e instalação, o projeto expográfico buscou dialogar com o estado deteriorado do prédio que como muitos museus e centro culturais no Brasil, sofre com a falta de recursos para obras de restauro e manutenção.

Já na Casa de Cultura João Oscar, a Antiga Casa de Câmara e Cadeia de São João da Barra, optou-se por exibir os registros das intervenções artísticas criadas em Atafona durante a residência de arte, foi exposto ali também uma obra inédita criada pelo cenógrafo e bonequeiro Rafael Sanchéz para o espetáculo performático “Tempontal” do Grupo Erosão, a exposição contou ainda com uma pequena amostra do Acervo Jair Vieira de fotos antigas de Atafona, registros visuais de lugares submersos pelo mar.

Em tempos de crises ambientais, sociais e dos valores humanos, Erosões Visuais é uma proposta aberta, em processo, propondo formas de diálogo e de atuação entre ruínas e modos de vida contemporâneos.        

O projeto contou com o apoio institucional da UENF através do Programa de Pós Graduação em Políticas Sociais, da Casa de Cultura Villa Maria, da Prefeitura de São João da Barra e do Subsolo Laboratório de Arte de Campinas.

 

Ficha Técnica

 

Exposições:

 

Casa de Cultura Villa Maria – de 01 a 30 de nov de 2018.

Casa de Cultura João Oscar – de 30 de nov a 10 jan de 2019.

 

Curadoria: Andrés Hernandéz, Fernando Codeço e Julia Naidin

Direção de Produção: CasaDuna

Artistas Residentes: Alba Corte, Anjo Amauri, Caroline Valansi, Danilo Garcia, Fernando Codeço, Jéssica Filipe, Mariah Leal, Mariana Moraes, Victor Santana e Grupo Erosão.